30 outubro 2011

The Book Times #2 - Lançamentos da Editora Baraúna

Postado por Renato Nascimento às 21:14
Reações: 
2 comentários
Oi pessoal, tudo bem?
Hoje era dia de 'Finalmente, o Carteiro!', mas eu nunca compro livros, só no final do ano quando ganho dinheiro, então enquanto não houver parcerias, essa coluna vai deixar de existir. Porém, acredito eu que no final do mês que vem eu poste algo sobre o que chegou, afinal, ganhei duas promoções e a querida Luci vai me mandar uns marcadores.
Chega de enrolação, e vamos ao TBT.



The Book Times #2 - Editora Baraúna




Alexandra Salomé - Rainha dos Judeus
Carolina Portoliveira

   Alexandra Salomé é uma narrativa real, cujos fatos são romanceados de forma vibrante, com sucessivas aventuras. Salomé é uma adolescente judia de Maressa, uma pacata aldeia ao sul da Palestina, que, quando da chegada do pai de uma de suas muitas viagens, vê a vida se transformar de forma radical: a menina, que vivia numa torre tranquila da Fortaleza de Maressa, torna-se mulher no agitado palácio dos asmoneus, em Jerusalém. Obrigada a esquecer seus sonhos românticos e a se submeter a seu marido, um velho tirano, a jovem se fortalece sem tornar-se indiferente ao sofrimento de seu povo e, mesmo sob uma cultura religiosa, que desvaloriza a mulher, consegue se impor, enfim realizando seus sonhos e vivendo um grande amor. Salomé torna-se uma grande rainha da história judaica, comparável à grande Cleópatra: seus feitos superam os da rainha Ester, deixando sua marca não só em Jerusalém, como também em toda a Palestina. Uma história imperdível, para aqueles que gostam de grandes histórias




O Caminho para Esplendor
Michelem Fernandes

  Thomas é um garoto tranquilo que adora a natureza. Mas sua vida pacata na cidade de Valladana muda completamente ao encontrar no quintal de sua casa — com a ajuda do seu espevitado cachorro James — uma chave dourada e misteriosa. Imediatamente, resolve mostrá-la ao seu melhor amigo Fred, que fica impressionado com o achado. A chave não era como outra qualquer, ela pertencia a uma porta de entrada para um lugar fascinante e ao mesmo tempo sombrio: a Floresta Mágica, que era dominada por um ser abominável chamado Malévolo — que habitava o Castelo Esplendor (antes pertencido à rainha Melliny). Junto de seu inseparável amigo Fred, Thomas viaja nessa aventura do bem contra o mal, em que é preciso ter coragem e estar atento a todos os imprevistos de um lugar enfeitiçado.




O Escândalo da Mandioca
               Dalva Almeida

Esta é uma história de um crime, tema que sempre interessou a humanidade, desde os seus primórdios, quando Caim matou Abel. “O Escândalo da Mandioca” trata do homicídio praticado contra um Procurador da República e outros crimes correlatos, praticados por quadrilhas contra o patrimônio público. Entretanto, por terem sido praticados por pessoas que deveriam respeitar as leis vigentes, é mais do que isso: expõe o momento histórico-político no qual se levantou o véu de um Brasil esconso, pleno de falcatruas, subornos, jogos de influência, impunidade. “O Escândalo da Mandioca” é um recado aos homens de boa e má vontade que ainda vivem e viverão. Apesar da tragédia, o seu final acena para a esperança de um Brasil melhor.







Retalhos de Contos e Crônicas
Marins Godói

   Retalhos de Contos e Crônicas é o resultado seletivo, criterioso e lapidado de uma série de textos literários em forma de contos e crônicas que vinham sendo acumulados em cadernos aspirais manuscritos a mão, forma visceral e verdadeira de expor o que a alma, o coração e a mente sentem, como faziam os poetas e escritores surrealistas e concretistas ao estilo de Rimbaud, Baudelaire, Vinicius de Moraes, Drummond, etc. O presente livro é fruto de solidão, lágrimas, frustrações, compaixão, compartilhamento, insatisfação, inconformismo e tantos outros sentimentos que nutrimos em decorrência da multiplicidade de instantâneos, que muitas vezes nos assomam de forma multifacetada e sutil.



 



Os Netboys e o Gênio do Portal W3
Bebete Alvim

    Esta história se passa no ano de 1998, na cidade de Nova Pátria (MG). Muitos brasileiros ainda não possuíam Internet, muito menos banda larga. Jovens internautas, descobrindo o fascínio da web, viviam ocupando as linhas de telefone de suas residências, para as pesquisas escolares e para os encontros nas salas de bate-papo. Raphael e seus quatro amigos – Gustavo, Tiago, Glauber e Otávio – são músicos e possuem uma banda, cujo nome é NET-BOYS. O sonho desses garotos? Sair da garagem, para alcançar fama e sucesso, rumo ao estrelato! Érgon, Crash, Atchim, Boom e Frucini são os nicknames desses internautas, que estão sempre conectados, teclando em linguagem “internetês”. Um belo dia, Rafa recebe uma conexão inesperada de um “Gênio do Portal W3”, que irá mudar a sua vida e a de seus amigos! Uma aventura emocionante, envolvente, misteriosa, empolgante, com situações cômicas. Uma história que irá atingir o público juvenil, revelando o lado “doce e tão bacana da vida”, onde o inesperado pode acontecer a qualquer momento, e dele, os sonhos! Numa época em que a Internet despontava no Brasil, com suas conexões “discadas”, seus usuários estavam à mercê desse encanto. Para descobrir esse novo mundo da informática, era preciso ter paciência com sua conexão e seu modo de operá-la. E pensar que, hoje, basta um clique!




Diálogos
Álvaro Glerean


    Esta obra é fruto de anos de convivência com a Doutrina Espírita. Partindo da real ignorância, paulatinamente foi possível ir adquirindo de maneira sólida e bem sedimentada, noções muitas vezes testadas em reuniões, palestras e principalmente conversas aparentemente informais com pessoas com conhecimento reconhecido. Essa vivência, associada a artigos publicados em revista especializada, permitiram ao autor atrever-se a lançar este livro, por acreditar na valia da conversação bem orientada. Creio ser importante assinalar que o embasamento e a vivência do autor no ramo da medicina muito auxiliaram em relação à associação com os conhecimentos da Doutrina. É intenção desta publicação servir como não só um modesto guia, mas também como lembrete para àqueles que querem se iniciar no conhecimento da Doutrina Espírita, como também aos que se dedicam a ensinar como palestrantes. Como vários conceitos aqui emitidos podem gerar dúvidas ou controvérsias, crê o autor que isto é ótima fonte de sugestões e de motivo de estudos.


Conta-gotas
Luciano José

COMUNICADO: Comunicamos com pesar o desaparecimento de mais uma palavra, uma expressão idiomática. Abandonada, caiu em desuso Não foi mais falada, fadada ao ostracismo. Entre termos arcaicos, virou figura de destaque. Usada por acadêmicos, desprezada pelos laicos. Tal madeira no oceano, poucos se lembrarão dela. Fera abatida depois de solta, ET no mundo dos humanos.












   

     O Encanto do Maior Encontro
          Paulo Cesar Pereira da Silva


    O que acontece aqui esta noite traduz em fato e em verdadeiro sentido, o título de minha obra, este momento mágico e encantador foi preparado lentamente como que a ação do tempo agindo em nossa vida, a ação do tempo me trouxe muitas vezes o desencanto das frustrações quando eu pensava em ter pressa e querer correr contra o tempo, me fez amadurecer e me preparou para entender o moti vo do próprio título, “O encanto do maior encontro“, pode ser o que acontece aqui agora, ou é o encontro das pessoas sensíveis com a beleza e o romantismo da poesia, ou pode ser o encontro do homem consigo mesmo, ou até mesmo o processo de integração entre o ser humano e a natureza, o carinho que foi dispensado a este trabalho é o mesmo que dispenso a cada um de vocês aqui presente, e quero lembrar que durante a nossa vida acontecem tantos encontros e não percebemos os seus encantos, não raramente, preferimos marcar acentuadamente os desencantos, coisa que a poesia vem abominar e devolver a nós o verdadeiro moti vo de marcar sempre um bom encontro, com o encanto de ser o encanto do maior encontro.



      Diário para o Futuro - Os Encontros que tive na vida...
Maria Rosangela Morais Vernarecci


     Afinal o que faz uma vida valer à pena? Foi a partir dessa inquietação que certo dia eu resolvi escrever para meus bisnetos lá no futuro, para lhes contar um pouco sobre mim e ver se achava algo que me respondesse a essa pergunta. Eu me perguntei o que teria de interessante para lhes dizer, uma questão importante desde o início, então resolvi contar sobre alguns encontros que eu tive na vida que ajudaram a construir a pessoa que sou hoje; e através do que digo, espero, eles me conheçam um pouco melhor. Será que ser uma lembrança vaga e distante não bastaria? Hum... Vai que eles nem perguntem quem eu fui... Não chego nem a ser lembrança... Descobri ao escrever esse livro que quando o Ontem, o Hoje e o Amanhã se misturam vira tudo uma grande bagunça. Uma bagunça MARAVILHOSA! E você? Quais foram os encontros que você teve na vida? Quais foram os que te marcaram mais? Quais são seus sonhos? Quais são seus desejos?




      Nascida para ser Selvagem
Anderson Murlik


     Nascida para ser selvagem, a brilhante obra de estreia de Anderson Murlik, faz um verdadeiro tour pelas emoções humanas: ódio, amor, comodismo, paixão, preconceito, ilusão, esperança e amizade. Cada história é narrada de uma forma diferente, procurando trazer ao leitor uma realidade, um sentimento, uma ideia. Sete contos certeiros na arte de nos prender do início ao fim, até a última frase. Não pode existir tarefa mais difícil que terminar um relacionamento, principalmente quando você teme pela própria vida. Em “Nascida para ser selvagem”, conto eletrizante que dá título à obra, o protagonista precisa terminar seu casamento e sair vivo dele para poder viver verdadeiro amor. “Paradoxo” é a mais profunda reflexão sobre praticar o bem e o mal. Nesta história, o protagonista investiu todo o seu potencial para melhorar a vida das pessoas, mas, ao fazer um balanço do bem real que havia feito, pôde chegar a uma conclusão inacreditável. “Vanishla” é o final da trajetória do coronel Alexandre, que vive em um futuro distante, em uma sociedade superdesenvolvida, mas ainda com muitos tabus. Ele deverá decidir até onde um homem pode chegar pelo seu amor. O que você daria para proporcionar a felicidade a seu filho? Augusta estava falida, era questão de tempo ser despejada de sua casa, quando alguém, ou alguma coisa, lhe estende a mão oferecendo ajuda. Para saber o que aconteceu, só lendo “O demônio da Praça Júlio de Castilho”.




       A diaconia do Filho do Homem
              Bruno Godofredo Glaab

    A Diaconia do Filho do Homem é o resultado de uma tese de doutorado realizada na PUC-RJ. Durante a pesquisa, uma preocupação me acompanhou: por que está tão arraigada a mentalidade de que Jesus deveria sofrer até a morte na cruz para nos salvar? Seriam o sofrimento e a morte de Jesus causa de salvação? Ou seria possível entender a redenção realizada por Jesus de outra maneira? Como pano de fundo para esta pesquisa, há o texto de Mc 10,45, onde se lê que o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a vida em resgate por muitos. Minha intuição, então, foi buscar elementos exegéticos e teológicos para lançar luzes sobre a teologia da redenção realizada por Jesus. Seria o sofrimento, a morte ou a diaconia de Jesus o caminho da redenção? Depois de muita pesquisa e reflexão, julgo ser possível afirmar: Jesus não precisava sofrer, nem morrer de forma violenta na cruz para realizar a nossa redenção. Ele veio para servir e isso mexeu com o mundo simbólico de então. O sofrimento e a morte foram o preço que ele pagou pelo seu compromisso com o Reino. Quem exigiu o sofrimento e a morte foram as autoridades religiosas e políti cas. Nem o Pai, nem o Filho quiseram essa terrível situação pela qual Jesus passou. Nossa redenção está na diaconia e não no sofrimento e morte de Jesus.




A Saga Vitoriosa de um Operário
Arthur Santos


     No dia 18 de abril de 1966, desci na estação rodoviária Sorocabana e, muito embora ti vesse morado em São Paulo, estava voltando agora na condição de residente; tudo era diferente. A pé, caminhei até o hotel Ouro Fino, localizado na “Boca do Lixo”, recomendado por um colega que lá havia se hospedado. No trajeto, embora curto, senti a diferença entre a movimentação de uma cidade bucólica como Volta Redonda, na época, e uma das maiores cidades do mundo. Era um corre-corre tremendo, todos com pressa caminhando tanto para a rodoviária, como para as estações de trem Luz e Sorocabana, que fi cavam próximas. Carros, ônibus buzinando, bondes, já poucos nessa fase, tocando sinetas, britadeiras recuperando calçadas ou abrindo valas para reparos em instalações subterrâneas. Enfim, um tremendo alarido. Caminhei a esmo, olhando para os altos edifícios que se erguiam por toda parte. Esse seria agora o meu mundo. Já que o escolhi, deveria encará-lo e procurar vencer.




O que vi O que vivi Haiti
Rogério Amante

Na situação em questão, relatada no livro de uma forma coberta de emoção, pelo Cabo Amante – Militar do Exército Brasileiro e integrante da Força de Paz da ONU, no Haiti –, temos a impressão que toda a ordem natural foi subvertida e numa questão de dias a caminhada de toda uma existência ocorreu naquele pequeno espaço de tempo. O relato dos fatos ocorridos, sob a visão do Cabo Amante, de uma forma simples e objetiva e ao mesmo tempo emocionante, como é inerente à atividade militar, nos dá uma mostra do turbilhão vivido por aquelas pessoas. A seleção, o treinamento, as viagens para o exterior, o auxílio na luta pela sobrevivência do país mais pobre das Américas, e por fim a garantia da própria existência diante de uma das maiores catástrofes naturais já ocorridas na terra, o terremoto do Haiti.




A Bruxa de Londres
Paulo de Tarso Perez


Tal romance é uma mistura de situações pouco convencionais bruxo-vampíricas. Por razão deste neologismo fantástico ou de seu conteúdo extrassensorial, este livro parece uma insensatez, uma loucura desmensurada. Pois o é! Uma loucura salutar que diverte, anima, conceitua, ilumina e, principalmente, confirma a versatilidade e extrema criatividade do autor ao escrever. Paulo de Tarso fez um filme em forma de livro. Mais uma vez. Delicie-se









Quando escolhi a Baraúna pra usar nesse TBT, não imagina que ela teria tantos lançamentos. Os únicos livros que me chamaram a atenção foram O Caminho para Esplendor, Nascida para ser Selvagem e a Bruxa de Londres, apesar de não ter entendido sobre o que se trata o livro '-' E tipo, tem uma Torre Eiffel na capa O.O Espero que tenham gostado, e comentem! Não deixem de participar da promoção! 
Você pode encontrar mais informações e comprar os livros na página de Lançamentos da Editora Baraúna. Todas as informações aqui utilizadas foram retiradas do site da editora.

28 outubro 2011

Fugindo do Assunto #2 - Jack Vidgen

Postado por Renato Nascimento às 14:52
Reações: 
3 comentários
       Boa Tarde meus amigos Leitores, hoje é sexta-feira e dia de fugir do assunto. Agradeço ao funcionário público por existir, assim não tenho aula hoje o/
Na semana passada falei sobre séries, e hoje vamos falar de música. Sempre estou no youtube olhando talentos desconhecidos, que muitas vezes são melhores que os que fazem sucesso, até que me deparo com Jack Vidgen.

                           


Ele foi o vencedor do Australia's Got Talent, e em sua audição cantou a música I Have Nothing da Whitney Houston. Tá, aí você pensa: Ahaam, um garoto de 14 anos cantando Whitney Houston. Pensei a mesma coisa até que assisti o vídeo. O menino não canta, ele detona! E ainda não acredito que comparam o garoto com Justin Bieber. Nunca que o Justin vai alcançar a voz do Jack, é simplesmente impossível!
Jack Vidgen cresceu em North Sidney, e começou a cantar com apenas 3 anos de idade, e incentivado pela família, fez aulas de cantos e começou a se apresentar em Teatros Musicais e Eisteddfods, antes de fazer audição para o programa. 


Sua primeira apresentação no Australia's Got Talent

Jack lançou um CD intitulado "Yes I Am", que você pode comprar pelo iTunes. Incluí grandes músicas como "And I Am Telling You I'm Not Going", "Set Fire to the Rain" e "River Deep Mountain High". Abaixo, estão outras apresentações do Jack no programa! Realmente, o garoto mostra que sabe cantar



Confira mais informações sobre o Jack Vidgen e ouça a prévia do CD no site dele. 

E por aqui acaba mais um "Fugindo do Assunto". Espero que tenham gostado, e comentem!

26 outubro 2011

Resenha — Sangue de Lobo - Rosana Rios e Helena Gomes

Postado por Renato Nascimento às 09:50
Reações: 
5 comentários
 Título: Sangue de Lobo
 Autor(a): Rosana Rios e Helena Gomes
 Editora: DCL
 Número de Páginas: 520
 ISBN: 9788562525353
 Onde Comprar
 Avaliação Final: 9,5/10

S A N G U E   D E   L O B O

      Em  'Sangue de Lobo', um antigo original de um livro que conta uma história de mistério e morte jaz esquecido num pequeno museu em um restaurante no sul de Minas Gerais. Duas jovens, Ana Cristina e Cristiana, em viagem com a família de Ana, encontram-no e leem a história. Elas ficam assustadas, pois o enredo do livro retrata exatamente o jogo de RPG que elas criaram com amigos em São Paulo. E o mais curioso - a história se passa na cidade onde vão passar as férias. Foi lá que ocorreram crimes em série no início do século XX. E, no mesmo local, 100 anos depois, volta a acontecer uma sequência sinistra de mortes - oito macabras bonecas de porcelana parecem corresponder às vítimas de um insano assassino serial. As histórias do presente e do passado se misturam a partir do lobisomem Hector, um jovem inglês do passado que luta contra a maldição da Lua Cheia.
   
   Agitado. A palavra que defiine este livro, é, sem dúvidas, agitado. Não tem uma página sequer que não tenha aventura e mistério. Este foi o primeiro livro sobrenatural brasileiro que li, e não me decepcionei em nenhum momento.
Rosana e Helena conseguiram me prender desde a primeira página, quando o grupo está jogando RPG. Aí você pergunta: RPG em um livro? Eu digo sim! E todos os pontos para elas.   Amo jogar RPG, que, pra quem não sabe, a tradução é "jogo de interpretação de personagens". Um dos melhores pontos do livro é quando elas começam a ler o Coração Selvagem e a história é idêntica ao RPG que jogavam, mas, como é um dos melhores pontos, tem seu ponto baixo também: Elas intercalaram capítulos do livro antigo com o presente, e isso me deixou um pouco confuso. Primeiro, aparece a Merência criança, e na página seguinte temos uma Merência idosa e aparentemente com demência senil. Aí eu fiquei tipo: WHAT? Como assim tem duas pessoas com o mesmo nome? Somente depois da Parte II (o livro é divido em duas partes) é que uma luz apareceu e finalmente explicaram que eram os capítulos do livro.
   Outro ótimo ponto da história é o ritual que o Hector faz para tirar o fator L do seu sangue. Até aí tudo bem, mas o melhor acontecimento do ritual está escrito na contra capa, então você lê o clímax do livro antes mesmo de começá-lo, e isto me decepcionou e muito!

     Ela estava dentro do heptágono, atravessara a barreira e encontrava-se agora à mercê do lobo. Tinha consciência de que aquela transformação era o último esforço do que restara do Fator L no sangue dele, a tentativa extrema da fera para saciar a fome premente.
Ele arreganhou os dentes de novo, satisfeito. Saltou sobre a garota e derrubou-a no chão frio. Ela não podia escapar. Não havia amarras sociais, nenhum comportamento padrão a ser seguido, nenhuma regra imposta a ser obedecida.
Havia apenas o predador e sua vítima.
    Ela viu um brilho de reconhecimento nos olhos que a fitavam de perto... como se uma sensação o atingisse de repente. O animal a conhecia. E sabia que, se matasse daquela vez, se experimentasse a carne humana, sua redenção se tornaria impossível. O Ritual seria inútil.
     A fome venceu. Ele arreganhou os dentes e já ia encaixá-los no pescoço da presa, quando ela reagiu. Com um soluço arrancado do fundo de sua alma, firmou as mãos.
– Eu te amo, Hector – sussurrou.
      E cravou o punhal de prata no coração do lobisomem.
      
      Mas, apesar dessas decepções, que resultaram em uma nota de 9,5, recomendo o livro. A escrita é simples e flui rapidamente, demorei duas noites para lê-lo por inteiro, e o final é muito bom! Mas, ainda acho que o preço do livro está um pouco salgado demais, por iso peguei ele na biblioteca da escola. Espero que tenham gostado, comentem e não deixem de participar da Promoção!

24 outubro 2011

Promoção #1 — Desvendando O Código da Vinci

Postado por Renato Nascimento às 10:23
Reações: 
24 comentários
Bom dia Leitores!
Antes de tudo, agradeço imensamente a Luci Cardinelli (Artes da Luci), que cedeu o livro para o sorteio. Muito obrigado mesmo!
Esta é a primeira promo do blog, então vamos considerar como a Promoção de Inauguração.

Regras
+ Seguir publicamente o blog pelo Google Friend Connect
+ Deixar um comentário neste post dizendo "Quero desvendar o Código da Vinci", para validar a participação;
+ Preencher o formulário corretamente;
+ Ser residente no Brasil ou ter endereço de entrega fixo;

E, como em toda boa promoção, temos chances extras, e muitas, aproveite todas e aumente sua chance de granhar!





Chances extras
— Seguir o BL no twitter (preencher +1 vez)
— Seguir a Luci Cardinelli no twitter (preencher +1 vez)
— Seguir o Blog da Luci pelo Google Friend Connect (preencher +1 vez)
— Twittar a seguinte frase, de uma em uma hora, no máximo oito vezes por dia (preencher cada vez que twittar): 
"Quero desvendar o Código da Vinci com o @BetweenLetters e a @LuciCardinelli ! goo.gl/3IPUI"
— Curtir a página do BL no Facebook (preencher +1 vez)
— Divulgar o banner da promo no seu blog/facebook/skoob/orkut (preencher +3 vezes por rede social)


Banner




 Período
A Promoção inicia-se hoje e as inscrições serão aceitas até o dia 06/11 ás 23:59h, e o resultado sairá no dia 07/11 ás 20:00h. O sorteio será feito pelo site random.org

Resenha — O Retrato de Dorian Gray - Oscar Wilde

Postado por Renato Nascimento às 10:02
Reações: 
0 comentários

Título: O Retrato de Dorian Gray
 Autor(a): Oscar Wilde
 Editora: Nova Cultural
 Número de Páginas: 238
 Onde Comprar: Saraiva (R$34,90 - Outra edição)
 Avaliação Final: 8/10

 Inteligente. Gosto de definir os livros em uma palavra, e este é o que podemos chamar de inteligente. Não achei nenhuma sinopse do livro, então farei uma resenha contando um pouco da história.

   Dorian Gray é um adolescente de 17 anos que possuí uma beleza incrível, e é admirado tanto por homens quanto mulheres. Devido á isto, Basílio Hallward, pintor e grande admirador e amigo de Dorian, decide pintar um retrato para imortalizar a juventude do garoto. Quanto este termina o quadro, Lorde Henry Wotton está em sua casa, e Dorian acaba conhecendo-o. Posso definir Dorian como um menino, afinal, ele era pura inocência e beleza, ingenuidade e beleza. Parece-me que não tinha nenhuma ideologia na mente. Lorde Henry é um aristocrata cínico, sarcástico e adora viver com intensidade. Este, em uma conversa com Dorian, coloca em sua cabeça coisas que ele nunca havia pensado, principalmente a idéia de que um dia ele envelhecerá e não será mais belo. Então, em um desejo louco, Dorian declara que desejaria que o quadro envelhecesse em seu lugar, e ficasse com todo o peso da vida e dos pecados cometidos.

   E a partir daí temos nossa grande história. Dorian se torna muito amigo de Lorde Henry, e acaba se tornando uma cópia do homem. É sempre "O Harry disse", " O Harry Pensa". Não tem uma personalidade, e no decorrer da história, acaba se tornando um assíduo pecador, coração de pedra, sarcástico e faz tudo sem pensar.
   Chega de falar da história, se não vira spoiler. O modo como Dorian muda é incrível, ele passa de ingênuo á perverso facilmente, seduz mulheres e depois despreza, ele vira um verdadeiro monstro, enquanto ele mantem a beleza da juventude e o quadro absorve tudo. O retrato chega até a ficar manchado de sangue por um crime cometido por Dorian. O final é surpreendente, e o livro nos mostra a que ponto uma pessoa pode chegar para manter a beleza e a juventude. A narração do livro é normal, tem umas palavras bem complicadas, mas é porque eu peguei uma edição antiga pra ler. O autor escreve super bem, e cada palavra nos faz imaginar a cena. Adorei o livro, recomendo se você quer uma leitura inteligente e diferente !

23 outubro 2011

Apresentando #1 — O Pássaro de Samanta Holtz

Postado por Renato Nascimento às 13:31
Reações: 
3 comentários

      Hoje, pra substituir o "Finalmente, o Carteiro!", vou fazer esse post especial sobre o livro da Sam, que é simplesmente incrível.
Conheci ela no twitter, quando ela me seguiu de volta. Começamos a conversar e os santos se deram bem, até que ela me ofereceu os dois primeiros capítulos do livro dela, que lança em Janeiro de 2012. Óbvio que eu aceitei, e ela me mandou. São catorze páginas incríveis! Vamos falar primeiro da autora. Pretendo conseguir uma entrevista com ela, mas acho meio difícil por enquanto.

Samanta Holtz


      Nascida no Dia Mundial do Livro, a publicitária e escritora Samanta Holtz parecia destinada a trilhar o caminho da literatura. Aprendeu a ler sozinha aos cinco anos, tamanha era sua vontade de entender as histórias que sua mãe lia para ela. Aos nove, ganhou um prêmio municipal de redação em sua cidade, Porto Feliz, no interior de São Paulo. Aos quatorze, começou a escrever seu primeiro romance, “Renascer de um Outono”, seguido por “Corpo & Alma” e, finalmente, “O Pássaro”. Com histórias românticas e cheias de surpresas, Samanta guia seus leitores por uma deliciosa viagem, levando-os das lágrimas ao riso em questão de capítulos.
Encontre-a no SkoobTwitter e Facebook
                                                                Adicione o livro no Skoob



A Sinopse do Livro, lembrando que a capa ainda não foi divulgada, e esta é uma capa provisória! 


O Pássaro 
      Caroline Mondevieu é filha de um poderoso Barão e tem tudo o que uma dama da época poderia querer: status, riqueza e um ótimo partido para se casar. Seus sonhos, no entanto, vão muito além de vestidos caros ou um bom marido; ela quer ser dona do próprio destino. Sua vida muda completamente quando encontra Bernardo, um charmoso domador de cavalos que parece ter o dom de irritá-la. Eles não conseguem se entender até quando percebem que, para alcançar o sonho em comum da liberdade, terão que passar por cima das suas diferenças e se unirem num arriscado plano que promete transformar suas vidas para sempre. Grandes emoções os aguardam em sua jornada; perseguição, mistérios, ciganos e o despertar de um sentimento que insistia em se manter escondido. Mas o que parecia tão simples envolvia muito mais magia e coincidências que eles poderiam imaginar, além da descoberta de segredos, até então, muito bem guardados. Uma história romântica e surpreendente que irá prender sua atenção desde a primeira página. Você está preparado?

       Primeiro, antes de tudo, eu adorei a escrita da Samanta. Mesmo sendo um livro de época, ela escreve em uma linguagem super simples, o que torna o livro gostoso de escrever. Caroline é o tipo de garota que não aceita os costumes da época, que fica horrorizada com a situação dos empregados do pai, que trabalham o tempo todo e vivem em condições precárias. Porém, a época não aceita nem mesmo que uma mulher fale mais alto.
       O livro começa com Caroline na infância, quando descobre a verdadeira realidade dos empregados. Porém, ela é uma criança e não entende porque o pai não trabalha e tem tanto dinheiro, e os que trabalham pra ele vivem na miséria.
       Aí chega uma parte que os escritores normalmente escorregam! Eles querem deixar as crianças inteligentes, mas esquecem que são apenas crianças. A Sam se lembrou disso, e mesmo com ela pensando na situação, acaba esquecendo-a para apostar uma corrida com um amigo. Isso significa que a Samanta conseguiu manter a inocência da criança. Fico muito feliz com isso, e a parabenizo!
       As catorze páginas que li (vou comprar o livro assim que lançar), me deixaram totalmente curiosos pra continuar lendo! Preciso ler logo, vou ficar super curioso.
       Agradeço muito por ter me dado a oportunidade de ler, e recomendo á vocês que comprem o livro assim que lançar!

21 outubro 2011

Fugindo do Assunto #1 — Série Charmed

Postado por Renato Nascimento às 21:34
Reações: 
0 comentários

E hoje, inauguro mais uma coluna aqui no Between Letters, que vai ao ar toda sexta-feira. Falarei de qualquer assunto que não envolva livros, e hoje, vamos conhecer uma série incrível!


C H A R M E D 

A série relata a história das irmãs Halliwell - as mais poderosas e boas feiticeiras/bruxas, conhecidas na comunidade sobrenatural como as Charmed Ones (traduzido comoEncantadas). Cada uma das irmãs tem um poder particular, que se desenvolve à medida que conseguem controlá-lo.

     
       Quem me conhece sabe que eu amo bruxas, feiticeiros, magos, chame como for, e Charmed é uma das minhas séries favoritas! São oito temporadas, nunca peguei pra assistir desde o começo, mas sempre que estou em casa assisto alguns episódios no canal Liv.

A Série começou a ser exibida em 1998 (dois anos depois que nasci) e terminou em 2006, com 178 episódios e oito temporadas. As três personagens principais são Prudence (Prue), Piper e Phoebe Halliwell. Porém, na quarta temporada, com a morte de Prue (triste, muito triste), Paige Matthews aparece, fruto de uma relação entre Patty Halliwell (mãe das meninas) e seu anjo branco, Samuel.


Da esquerda para a direita: Piper, Prue e Phoebe (Temporadas 1-3)

Da esquerda para a direita: Piper, Phoebe e Paige (Temporadas 4-8)

    Minha personagem preferida é a Piper, talvez por ela ser meio desesperada e simples, além de parar o tempo. Phoebe é a mais "doida", por assim dizer, e toma atitudes sem pensar, e até chega a se relacionar com um demônio e passar para o lado do mal. Prue é a mãezona da série, faz tudo com muita racionalidade e        quer proteger as irmãs de tudo. Paige é a garota histérica e sofrida, aquela parte meio dramática da série.
 

    Recomendo bem a série, mesmo ela sendo antiga, os efeitos especiais são ótimos ! Realmente fiquei triste quando comecei a estudar no período da tarde e não pude mais assistir. Mas toda vez que falto, assisto. É incrível!



Bom, aqui termina o primeiro Fugindo do Assunto! Não ficou muito bom, mas logo pego o jeito! Amanhã (sábado), postarei uma matéria sobre o livro "O Pássaro", da Samanta Holtz, que me deu o privilégio de ler os dois primeiros capítulos do livro, que lança em Janeiro de 2012. Sigam ela aqui, ela é uma pessoa incrível e super atenciosa, além de ser simpática e simples! E na segunda-feira, teremos a Resenha de O Retrato de Dorian Gray, do autor Oscar Wilde!

19 outubro 2011

The Book Times #1 — Outubro pela Editora Dracaena

Postado por Renato Nascimento às 20:18
Reações: 
1 comentários
The Book Times
Hoje, a primeira edição da coluna de lançamentos do blog. Nesta semana, veremos os lançamentos da Editora Dracaena, e na próxima semana, outra editora será escolhida! Fiquem atentos!
Adorei a capa de todos os livros, principalmento d'O Imortal e d'O Sentimento Fatal. 
Todos os livros podem ser comprados pela Livraria da Travessa, exceto o Destino e Honra


Destino e Honra - A Sétima Profecia - Guilherme Macias Bogéa
O primeiro de uma série de livros ambientados no mundo fantástico de Senna, dominado por um ser poderoso chamado Cypius, que vence a grande Guerra Familiar no início dos tempos contra sua irmã Oliva. Os seres humanos com o tempo, se aliaram ao novo tirano do planeta em troca de poder. Em sua ambição, foram punidos pelo Criador do mundo, dividindo-os em signos zodiacais, cada um com características próprias. Conheceram o medo, o fracasso da derrota, as trevas. Uniram-se pela vida e disso brotou uma esperança. A cada 11 anos um raio de luz ilumina as sombras que os envolvem. Oliva, em toda sua infinita bondade, lança profecias para guiar os passos dos humanos através de um caminho tão tortuoso. A sétima profecia em 77 anos irá trazer revelações e esperanças, para finalmente a raça humana soltar seu grito de liberdade. Coloque sua melhor armadura, afie sua arma e escolha um signo. Etapas cruciais para a sobrevivência em Senna.


Senhor do Amanhã - Vanessa Bosso
Cuidado! Enquanto lê essa sinopse, eles estão de olho em você.

Seus e-mails, telefonemas e até os seus pensamentos estão sendo cuidadosamente vigiados. E arquivados.

A Nova Ordem Mundial é uma realidade e a agenda global segue no intuito de eliminar 70% da população terrestre.

No mundo atual, nada é o que parece ser. Não acredita?

Então leia e descubra o que ninguém quer que você saiba.

Descubra quem será o Senhor do Amanhã.



Porque eu amei - Roque Neto
Às vésperas de ser nomeado bispo e realizar o grande sonho de sua mãe, padre José Lucas se apaixona pela primeira vez. Seu relacionamento com Thomas lhe proporciona as delícias e as incertezas do primeiro amor, e uma pausa na rotina de suas atividades religiosas.
Entretanto, aquilo que separa as duas faces de sua vida será colocado à prova quando os segredos que os amantes escondem um do outro forem revelados. José Lucas deverá tomar uma decisão: assumir sua verdadeira identidade ou continuar realizando os desejos de sua mãe, a quem, aliás, o jovem padre não consegue contrariar.
“Porque eu amei” é uma parábola sobre a necessidade de fazer escolhas, assumir consequências e, finalmente, se tornar aquilo que sempre sonhou ser. Em sua segunda obra literária, Roque Neto lança a patamares ainda mais altos sua habilidade de surpreender leitores e fazê-los famintos daquilo que está por vir.


O Imortal - Vanessa Bosso
Ele não é um vampiro, mas, acaba de completar 533 anos.
A vontade de morrer é a única coisa que o mantém vivo. Até que alguém surge em sua vida… alguém capaz de mudar tudo. Deixe-se transportar para o Vale do Loire e descubra que o amor verdadeiro existe, independente do tempo e do espaço. Desvende os segredos por trás da imortalidade e deixe-se apaixonar por esse romance imortal.






Sentimento Fatal - Janethe Fontes
Por amor se mata? O amor destrói?
E o ciúme, pode ou não ser controlado?
Sentimento Fatal levará você a pensar nessas questões e rever seus conceitos… todos os seus conceitos em relação ao amor. Dividida entre a paixão avassaladora do marido Roberto, que tem um ciúme doentio, e o grande amor de infância de Daniel, que ela torna a encontrar dez anos depois, Adriana Diniz Martinez terá de vencer o medo e reencontrar a si mesma… Lutar pela própria integridade e também pela filha Letícia, pela qual é capaz de tudo, sobretudo suportar a violência do marido, sobretudo suportar a própria infelicidade.
Com uma narrativa surpreendente, combinada a ingredientes como drama, aventura, sedução e suspense, e tendo ainda como pano de fundo a violência doméstica, a autora faz com que o leitor tenha de prender o fôlego para acompanhar este romance que, em cada novo capítulo, nos revela uma dura realidade que lamentavelmente atinge milhões de mulheres em todo o mundo… Nos faz descobrir ainda que o amor pode ser tranquilo e seguro, mas também agitado e extremamente perigoso.




Yume - Kamile Girão
Por detrás das roupas surradas masculinas que costumava vestir, um mundo incrivelmente estranho se escondia. Nadia sabia que sua cabeça não era comum e que suas ideias divergiam do que era normal.Apenas ela conseguia ver o que não existia. Apenas ela era capaz de desenhar com perfeição um personagem visto em um sonho. Guitarrista, estudante, filho, cético, objeto sexual de quem o quisesse. Ainda assim, Adrien não era feliz. Contudo, a vida monótona e libertina parecera ganhar um sentido especial quando estranhos sonhos se projetaram em sua mente e quando a missão aparentemente inimaginável lhe fora imposta: impedir que uma determinada garota chegasse ao Yume, o local proibido para meros humanos.

A Ordem dos Lendários - R. L. Mandu
A Ordem dos Lendários: O Livro das Revelações é apenas a primeira parte de uma narrativa sobre os eventos que culminaram na 3ª Grande Guerra Mundial, período em que a humanidade chegou à beira da extinção. “O Apocalipse”, como ficou conhecido entre os sobreviventes, começou muito antes do aquecimento global.
Num passado muito distante, conhecido apenas pelos Originários e pela Ordem dos Lendários, existiram seres que não deixaram vestígios para serem descobertos, mas o legado deles continuará entre nós enquanto existir vida no planeta.
Muitos detalhes sobre a história da humanidade, até então desconhecidos vieram à tona, mas somente um grupo de crianças, escolhidas para um programa de conscientização na Escola de Desbravadores do Conhecimento tiveram a oportunidade de conhecer fatos nunca antes revelados.
Sob a orientação dos sobreviventes da guerra, tiveram contato com detalhes sobre a vida dos principais personagens que lutaram pela humanidade, enquanto lhes são revelados mistérios pessoais.
Envolvidos em lições de filosofia e fatos históricos, descobriram como interpretar as decisões tomadas por Gabriel observando um jogo de xadrez e, principalmente, como através do autoconhecimento ele se tornou o Lendário Elemental.
Assim começa o primeiro livro, narrando a jornada do jovem Gabriel. Um rapaz simples, repleto de sonhos de vencer suas dificuldades pessoais e que se vê envolvido numa tarefa secular inacabada.
Uma sequência de acontecimentos e descobertas o prepara para enfrentar o terrível Khaos, um inimigo que surgiu em seu caminho desde que o Universo ainda era apenas uma extensa camada fria e escura.
Por isso a Era Elemental reserva muitos segredos desde a origem do que conhecemos como tempo até os dias atuais. Entre os quais destacam-se dois enigmáticos personagens, Khaos e o Lendário Elemental.
Em torno deles a vida se renovou inúmeras vezes e, para que dessa vez não acontecesse em definitivo, os membros da Ordem dos Lendários entraram em ação para evitar que o pior viesse a ocorrer.
Durante os séculos protegeram os portadores da essência do Lendário Elemental e, no momento em que os indicadores apontavam para o possível ressurgimento de Khaos, iniciaram o despertar do portador da esperança e único capaz de enfrentar a personificação do mal em condições de vencê-lo.
A Ordem dos Lendários: O Livro das Revelações convida seus leitores numa jornada pelo passado, conhecendo épocas desconhecidas e suas relações com o comportamento humano.
Sugere para o leitor observar a vida de forma diferente, tornando a experiência de acompanhar Gabriel em suas descobertas num momento prazeroso e transformador.
Por isso caro leitor, como dizia Confúcio em seus preciosos ensinamentos:


“ESTUDE O PASSADO, SE QUISERES ADIVINHAR O FUTURO”.

18 outubro 2011

Programação Semanal

Postado por Renato Nascimento às 10:04
Reações: 
0 comentários
E  hoje meus caros leitores, apresento a vocês a programação semanal do blog. Tava muito desorganizado, com muito post de uma vez só, vou dar uma maneirada. Aproveito para deixar agradecimentos para três pessoas que me ajudaram muito até agora: 



Juh Oliveto, do Livros & Bolinhos

Hérida Ruiz, do Lendo nas Entrelinhas 


Muito obrigado por tudo <3

Calendário Semanal


Domingo: Finalmente, o Carteiro! Mostra o que chegou pelas editoras e as compras semanais. Não sou de comprar livros, não trabalho e odeio pedir dinheiro pros meus pais, então não sei se toda semana vai ter. 
Segunda-Feira: Resenha #1
Terça-Feira: Livre
Quarta-Feira: Resenha #2
Quinta-Feira: The Book Times — Lançamentos de livros no Brasil na semana, se houver algum. 
Sexta-Feira: Fugindo do Assunto... — Fala de assuntos diversificados que não seja sobre livros (séries, músicas, filmes)
Sábado: Livre

Os dias livres ficam para não postar nada e para promoções que, por enquanto, não vai ter nenhuma, porque eu não tenho nada pra sortear. Não tenho nenhum marcador (uso o cartão da biblioteca) :B
O Calendário entra em vigor a partir da semana que vem (23/10)

16 outubro 2011

[Resenha] As Crônicas de Nárnia - C. S. Lewis

Postado por Renato Nascimento às 01:02
Reações: 
0 comentários
Título: As Crônicas de Nárnia - Volume Único
Autor(a): C. S. Lewis
Editora: Martins Fontes
Número de Páginas: 792
Onde Comprar: Submarino (R$ 97,50)
Avaliação Final: 100000/10

 Viagens ao fim do mundo, criaturas fantásticas e batalhas épicas entre o bem e o mal - o que mais um leitor poderia querer de um livro? O livro que tem tudo isso é O leão, a feiticeira e o guarda-roupa, escrito em 1949 por Clive Staples Lewis. Mas Lewis não parou por aí, Seis outros livros vieram depois e, juntos, ficaram conhecidos como As crônicas de Nárnia.

 Resenha 
Isso está bem longe de ser uma resenha, afinal, sou totalmente suspeito pra falar d'As Crônicas de Nárnia, mas aí vamos nós. O universo que C.S. Lewis criou está longe de ser interessante, inteligente, bonito ou mágico. É magnífico em todos os sentidos, e por isto considero estes como minha série favorita. 

A primeira série que li foi Harry Potter, e realmente era incrível. Porém, no final do mesmo ano, ganhei o volume único d’As Crônicas de Nárnia, que estava em promoção no Submarino (está em promoção agora também). O que digo agora é sem dúvidas ou remorsos: Crônicas de Nárnia é mil vezes melhor que Harry Potter. Podem atirar pedras se quiserem, mas continuarem com esta opinião.

Nárnia conseguiu me encantar mais do que Hogwarts, e o Lewis tem um jeito de narrar a história como se tivesse contando algo que ele presenciou ou ouviu da boca dos protagonistas (Pedro, Susana, Lúcia e Edmundo). A cada palavra lida, é como se estivéssemos dentro do mundo mágico e correndo junto com eles.  Não há muito o que falar do livro, pois tudo se resume em M-A-G-N-Í-F-I-C-O. Nada de negativo, eu simplesmente não consigo achar nada de ruim nos livros das Crônicas. Mais do que perfeito, é recomendadíssimo, e se você acha que os filmes não são legais, leia os livros, você vai se surpreender.

15 outubro 2011

[Resenha] O Caçador de Pipas - Khaled Hosseini

Postado por Renato Nascimento às 22:36
Reações: 
0 comentários

 Título: O Caçador de Pipas
 Autor(a): Khaled Hosseini
Editora: Nova Fronteira
 Número de Páginas: 365
 Onde Comprar: Livraria Saraiva (R$ 35,90)
 Avaliação Final: 10/10

Amir e Hassan cresceram juntos, exatamente como seus pais. Apesar de serem de etnias, sociedades e religiões diferentes, Amir e Hassan tiveram uma infância em comum, com brincadeiras, filmes e personagens. O laço que os une é muito forte: mamaram do mesmo leite, e apenas depois de muitos anos Amir pôde sentir o poder dessa relação. Amir nunca foi o mais bravo ou nobre, ao contrário de Hassan, conhecido por sua coragem e dignidade. Hassan, que não sabia ler nem escrever, era muitas vezes o mais sábio, com uma aguda percepção dos acontecimentos e dos sentimentos das pessoas. E foi esse mesmo Hassan que decidiu que Amir seria, durante a batalha da pipa azul, uma pipa que mudaria o destino de todos. No inverno de 1975, Hassan deu a Amir a chance de ser um grande homem, de alterar sua trajetória e se livrar daquele enjôo que sempre o acompanhava, a náusea que denunciava sua covardia. Muito depois de desperdiçada a última chance, Hassan, a calça de veludo cotelê marrom e a pipa azul o fizeram voltar ao Afeganistão, não mais àquele que ele abandonara há vinte anos, mas ao Afeganistão oprimido e destruído pelo regime Talibã. Amir precisava se redimir daquele que foi o maior engano de sua vida, daquel dia em que o inverno foi mais cruel.

Resenha


    Intenso. A única palavra que pode definir este livro do começo ao fim, principalmente no fim. Simples e intenso. Antes de acabar o livro, tinha milhões de ideias de resenhas, mas nenhuma pareceu se encaixar depois que li a última frase, e eu não conseguia definir o livro de nenhuma forma possível.

    — O que achou do final? — Perguntou meu pai, mas havia maneira de responder. Até que minha mãe disse a palavra certa: Intenso... Não existe outra palavra, expressão ou frase que melhor defina este livro. Tive vontade de abandonar o livro várias vezes, pelo motivo da narrativa ser um pouco cansativa, tanto que demorei três dias para finalizar o livro, mas eu sabia que tinha algo diferente e uma grande lição de vida por trás dos detalhes profundos.

     Achei que Amir, um dos protagonistas, fosse realmente mau e perverso, que gostasse de zombar de Hassan por ele ser analfabeto, ou por simplesmente não saber o significado da palavra “imbecil”. Porém ele nunca foi realmente mau, só precisava do amor de seu baba, de seu pai. Sempre se martirizava, achando que o pai não sentia orgulho dele, que talvez preferisse Hassan no lugar de seu filho legítimo. Então, todas as ações de Amir foram com o objetivo de conquistar o amor de seu pai, um amor que ele pensou não existir. Amir sempre foi duro consigo mesmo, e seu passado o seguiu durante vinte e cinco anos, até que a oportunidade de ser bom de novo apareceu.

    Não posso dizer muito, porque a essência do livro está no final e de como Amir se mostra a pessoa mais honesta e bondosa do mundo. A narrativa do autor por vezes é cansativa e detalhista, mas peço encarecidamente que, se você estiver lendo este livro, ou pretenda ler, não o abandone, pois este é o tipo de livro que fica gravado em sua mente por anos a fio, com uma bela lição de vida.



14 outubro 2011

[Primeiras Impressões] Cidade dos Ossos - Cassandra Clare

Postado por Renato Nascimento às 19:15
Reações: 
0 comentários
Sim,  eu estou lendo dois livros de uma vez. Eu também acho isso loucura, mas amo ler mesmo. Não tive a oportunidade de comprar o livro, então baixei e estou lendo no computador. Quando estou aqui, leio Cidade dos Ossos, e quando estou fora do pc, leio O Caçador de Pipas. Garanto que estou gostando mais deste do que o outro, afinal, são temas totalmente diferentes e Cidade dos Ossos faz mais meu tipo. Devo confessar que esperava que esse livro fosse chato ou clichê, mas estava enganado. O livro é narrado em terceira pessoa, mas o foco é na personagem central, Clarissa (Clary) Fray, que é a menina mais incomum que já vi, com uma personalidade bem forte. O livro não é parado — odeio livros parados — e eu não consigo parar de ler. É viciante. A história é inovadora e mistura um pouco de tudo, dando definições diferentes para cada criatura que conhecemos. Por exemplo, você sabia que elfos tem vinte centímetros de altura e mordem as pessoas? Pois é, eu adoro quando o autor modifica essas coisas. Bom, pra finalizar, o livro é recomendado, e eu não vejo a hora de terminar pra ler o próximo.  
 

Marco do Percurso Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Modificado por Renato Nascimento